Buscar
  • Fga. Patricia Otero Boehl

Prevenção à surdez

O tráfego intenso e barulhento nas cidades anda cada vez mais insuportável, transformando a poluição sonora em algo altamente danoso para a saúde geral e, principalmente auditiva do indivíduo. Do mesmo modo a música absurdamente alta, cuja medição por decibéis está acima do indicado em shows e boates aliado ao som sempre altíssimo nos fones de ouvido, compromete ainda mais a audição, afinal, o somatório de fatores apenas contribui para a piora da situação.


Essa 'overdose sonora' que atinge a todos diariamente, pode trazer consequências perversas à audição, prejudicando aos poucos nossa capacidade de ouvir e, principalmente, compreender as palavras em ambiente ruidoso. Por isso, no dia 10 de novembro, Dia Nacional de Prevenção e Combate à Surdez, o alerta é importante. Vamos apontar 5 cuidados que você pode adotar para que sua saúde auditiva não seja tão comprometida, pois o tempo vai passar e a conta vai chegar....

1) Poluição sonora no trânsito Já se constata que a perda auditiva começa a surgir mais cedo entre os moradores de grandes cidades. O trânsito pode ser um vilão. Enquanto houver falhas na fiscalização de ônibus, carros, motos e caminhões, uma solução barata e inteligente é usar protetores de ouvido.


2) CUIDADO com a exposição contínua a ruídos TV, rádio, liquidificador, aspirador de pó, secador de cabelos, aparelhos de som, jogos de videogame e fones de ouvido fazem parte do nosso cotidiano. É fundamental estar atento aos limites de decibéis (85 dB) recomendados, não só em respeito aos vizinhos, mas em benefício da própria saúde.


3) O perigo das motos! Se você quer pilotar embalado pelo ronco de sua moto por muitos e muitos anos, vale a pena usar protetores auriculares. Estudo do Instituto Nacional de Surdez e Outras Doenças de Comunicação, dos EUA, constatou que uma moto emite ruídos em torno de 95 decibéis. Ruídos acima de 85 dB podem causar alterações na estrutura interna do ouvido e perda permanente de audição com o decorrer dos anos, ou seja, você, motoqueiro jovem, ou não, se não se cuidar vai ter um acerto de contas desagradável lá na frente, pois seu ouvido vai falhar.

4) Barulhos em ambiente escolar A gritaria nos pátios e dentro das salas de aula podem, desde cedo, contribuir para danos auditivos. Por outro lado, um aluno distraído, disperso, pode ter déficit auditivo e com isso não consegue prestar atenção na aula. Costuma ter conflitos de relacionamento e apresentar distúrbios de comportamento como falta de concentração ou retraimento em excesso. É preciso investigar logo para que isso não afete ainda mais o seu aprendizado. Sabemos que é difícil manter as crianças e adolescentes em silêncio, mas lembre-se, não estamos buscando silêncio e sim, MENOS barulho.

5) CUIDADO REDOBRADO COM A RUBÉOLA Existem evidências científicas de que a perda de audição seja a deficiência mais comum em crianças infectadas congenitamente pela rubéola. A busca de ajuda deve ocorrer rapidamente. Após teste auditivo, avalia-se o tipo de tratamento necessário para cada criança.

Ao desconfiar de dificuldades para ouvir, consulte um médico otorrinolaringologista para obter um diagnóstico preciso. A partir de avaliações como a audiometria, é indicado o tratamento adequado. Muitas vezes, o uso de aparelho auditivo devolve a alegria de ouvir, facilita o dia a dia e melhora a autoestima. Atualmente os aparelhos são minúsculos, discretos, alguns são até invisíveis, pois ficam dentro do canal auditivo, mantendo a elegância de quem os usa. Audição é coisa séria: cuide da sua, enquanto você ainda tem!


Fga. Patricia Otero Boehl CRFª 8299


UNIDADE PORTO ALEGRE

Fale com a gente (51) 3012 2599

                                   

                               (51)3126 5001

Av. Assis Brasil, 3768 

(Esquina Bogotá)

Jd. Lindóia

Porto Alegre / RS

  • Instagram ícone social
  • Facebook Social Icon

UNIDADE florianópolis

Fale com a gente (48) 3012 5002                                   

                      

Av. Eng. Max de Souza, 1370

Coqueiros

Florianópolis / SC

© 2019 por Bellosom Aparelhos Auditivos Ltda.